Mais de mil no abraço ao Canal das Taxas

A passeata pelo saneamento do Canal das Taxas, que ocorreu no dia 13 de abril, num domingo pela manhã, marcou o Recreio dos Bandeirantes  de uma forma especial.

Momento do "abraço" do canal. Foto: Movimento de Despoluição do Canal das Taxas.

Momento do “abraço” do canal. Foto: Movimento de Despoluição do Canal das Taxas.

O bairro tem um perfil super ecológico, contando com praia, canais e montanhas a seu redor, mas nunca, até então, havia recebido uma manifestação com o objetivo de conservar uma área verde local .

Grupo reunido para ouvir petições de presentes pelo megafone. Foto: ANM.

Grupo reunido para ouvir petições de presentes pelo megafone. Foto: ANM.

O encontro reuniu mais de mil pessoas, e esteve bem organizado. Muitas faixas levantadas falavam sobre a falta de saneamento do Canal, o risco à saúde pública pelo metano e sulfídrico emitidos no entorno, e a não inclusão do canal no programa de dragagens para as Olimpíadas, nas lagoas de Barra e Jacarepaguá.

À medida que as pessoas chegavam, iam se colocando em fila para ser realizado o “abraço”, com todos de mãos dadas em volta do Canal. Durante o ato, o Hino Nacional foi cantado.

Vista do canal. Foto: ANM.

Vista do canal. Foto: ANM.

O biólogo Mario Moscatelli compareceu e depois do “abraço”, falou ao megafone. No discurso inflamado, ele denunciou o descaso dos políticos com o projeto de despoluição das lagoas e afirmou que “agora é a hora” de cobrar, pois a vontade política e o dinheiro disponível irão sumir após os Jogos Olímpicos.

O biólogo Mario Moscatelli fala ao megafone sobre o descaso político com as lagoas e afluentes da cidade. Foto: ANM.

O biólogo Mario Moscatelli fala ao megafone sobre o descaso político com as lagoas e afluentes da cidade. Foto: ANM.

Uma das manifestantes usou uma máscara de jacaré bastante significativa; no canal onde quase não há índice de oxigênio disponível, vivem precariamente dezenas de jacarés e capivaras.

Manifestante se fantasiou de "jacaré" em protesto às más condições que esses animais vivem no canal. Foto: ANM.

Manifestante se fantasiou de “jacaré” em protesto às más condições que esses animais vivem no canal. Foto: ANM.

 Ao final do encontro, os organizadores agradeceram a presença de todos pelo megafone, e deram a palavra a uma representante da OAB que está acompanhando o trâmite da ação civil enviada ao Ministério Público, com as petições pelo canal. Quem tiver interesse em acompanhar o processo, deve se afiliar ao grupo Recreio dos Bandeirantes no Facebook.

Foto: ANM.

Foto: ANM.

x)